Relação entre a duração da jornada de trabalho de enfermagem e eventos adversos do paciente

Um recente estudo científico (revisão sistemática da literatura) buscou rever as características abrangentes dos horários de trabalho da enfermagem, com o objetivo de sintetizar as evidências de suas relações com os resultados adversos dos pacientes.

Para gerenciar a escassez e as flutuações de enfermeiros nos censos de pacientes, tais profissionais costumam trabalhar horas extras. Isso aumenta as horas de trabalho dos enfermeiros e faz com que os mesmos tenham menos pausas.

Esses horários de trabalho prolongados, longas horas semanais de trabalho e bicos insuficientes podem ser considerados horários de trabalho adversos da enfermagem. Compreender como esses horários de trabalho afetam os resultados do paciente é importante para garantir a segurança do paciente.

Uma revisão sistemática da literatura de enfermagem e saúde foi realizada neste estudo. Oito bancos de dados bibliográficos eletrônicos (CINAHL, Cochrane Library, DBpia, EBSCO, PubMed, PsycINFO, RISS e Web of Science) foram usados para pesquisar artigos de pesquisa publicados de 2000 a 2019. A partir da busca, foram identificados 2.366 artigos, dos quais 22 foram incluídos nesta revisão.

Leia também: Melhor ambiente de trabalho de enfermagem = melhores resultados para pacientes cirúrgicos

Resultado: trabalhar mais de 12 horas por dia teve um efeito adverso nos resultados do paciente, o que significa que tais profissionais estariam trabalhando mais de 40 horas por semana. Houve achados mistos na relação entre horas extras de enfermagem e resultados adversos para os pacientes.

Este estudo encontrou uma relação conclusiva entre o excesso de horas de trabalho dos enfermeiros e resultados adversos para os pacientes. Esta revisão destaca a importância de gerenciar horários adversos de enfermagem, como longas horas de trabalho diárias e semanais, para melhorar a segurança do paciente e prevenir resultados adversos para o paciente.

Os resultados do estudo apoiam a importância de monitorar e regular os horários de trabalho da enfermagem e práticas adversas de programação para melhorar o bem-estar e a saúde do profissional, e prevenir resultados adversos para o paciente.

Fonte da imagem: bruinsailing

Fonte da notícia: Bae, S.‐H. (2021), Relationships between comprehensive characteristics of nurse work schedules and adverse patient outcomes: A systematic literature review. J Clin Nurs.

 



Deixe uma resposta