Plano de Cuidados de Enfermagem e a qualidade da assistência

Plano de Cuidados de Enfermagem: qual o impacto na qualidade da assistência?

O enfermeiro é o profissional responsável para estabelecer o plano de cuidados de enfermagem aos pacientes.

Este processo envolve 4 etapas que podem ser customizadas de acordo com cada organização e tem o intuito de abranger as necessidades de cada paciente, seus principais riscos e proposta terapêutica, a fim de garantir uma melhor qualidade da assistência.

Etapa 1. Diagnósticos de enfermagem
Etapa 2. Objetivos e resultados desejados
Etapa 3. Prescrição de enfermagem
Etapa 4. Avaliação da execução do planejamento

É importante que o plano de cuidados seja implantado assim que os clientes forem admitidos aos cuidados da enfermagem para mitigar os riscos dos pacientes desde a sua admissão.

Desta forma, é possível oferecer maior clareza sobre as informações e prioridades do cuidado a todos os profissionais envolvidos, ressaltando as particularidades de cada paciente e promovendo uma continuidade do cuidado.

Leia também: Laboratório de Inovação em Enfermagem: confira as iniciativas selecionadas pelo Cofen e OPAS

Esta estratégia promove um gerenciamento ativo de riscos associado à melhoria contínua da assistência, mas infelizmente isso nem sempre ocorre, pois, muitas vezes a primeira etapa, relacionada ao rastreamento dos riscos e necessidades, assim como a última, responsável pela avaliação das ações realizadas, acabam sendo pouco valorizadas.

Para assegurar a ocorrência desta assistência centrada no paciente é fundamental que o enfermeiro atue com sua liderança a fim de engajar o time assistencial e realize a gestão da execução deste protocolo.

Para saber mais detalhes sobre este assunto, conheça o nosso curso Gerenciamento de Riscos e Segurança do Paciente.

Clique aqui e se inscreva. Esse curso faz parte da Trilha de Cursos In Company do Grupo IBES. Não perca essa oportunidade.

Fonte da imagem: Freepik



Deixe uma resposta