O que é o Centro Nacional de Informações do Trabalho em Saúde (Cenits)?

O que é o Centro Nacional de Informações do Trabalho em Saúde (Cenits)?

 Na plataforma, é possível acessar painéis de apoio à gestão, que sistematizam dados e informações sobre profissionais da saúde

Ministério da Saúde lançou o Centro Nacional de Informações do Trabalho em Saúde (Cenits), plataforma que compila dados destinados à produção de informações para subsidiar gestores e profissionais na formulação e implementação de políticas públicas de saúde.

 

Centro Nacional de Informações do Trabalho em Saúde (CENITS), trata-se de um portal, vinculado à Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES)/ Departamento de Gestão e Regulação do Trabalho (Degerts), destinado à produção e socialização de informações sobre: Força de Trabalho, Demografia das Profissões de Saúde, Censo da força de trabalho, Saúde e Segurança da Trabalhadora, Negociação coletiva, Regulação do trabalho, Carreiras no SUS e a Rede colaborativa de gestão do trabalho e educação na saúde.

 

Leia mais: Problemas de saúde dos trabalhadores têm impacto no lucro e produtividade das empresas

 

 

O propósito do CENITS é se constituir enquanto espaço que articula informações que subsidiarão as gestoras e gestores dos Estados, Municípios e o Distrito Federal, assim como as trabalhadoras e trabalhadores no processo de formulação, planejamento e implementação de políticas públicas no campo do trabalho na saúde.

O lançamento ocorreu durante o Encontro Internacional do Trabalho Decente, Digno, Humanizado e Democrático no SUS, realizado nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, em Brasília.

O novo portal apresenta dados sobre saúde e segurança, carreira, regulação e censo da força de trabalho no SUS. Com a plataforma, é possível acessar painéis de apoio à gestão, que sistematizam dados e informações sobre profissionais da saúde, contemplando as quatro esferas governamentais: federal, estadual, distrital e municipal.

O levantamento é realizado a partir de diferentes bases de dados e sistemas oficiais do governo, como o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde; Sistema de Informação de Agravos de Notificação; e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

 

 

 

DimeRede

Na ocasião, a pasta também lançou a estratégia DimeRede, voltada ao planejamento e dimensionamento da Rede de Atenção à Saúde. Também foram instaladas:

  • a Comissão Nacional para Planejamento e Dimensionamento da Força de Trabalho no SUS;
  • a Comissão Técnica para elaboração do Programa Nacional de Atenção Integral à Saúde e Segurança da Trabalhadora e do Trabalhador do SUS; e
  • a Comissão de Discussão e Elaboração de Proposta de Carreira no Âmbito do SUS.

 

As iniciativas são fundamentais para reconhecimento dos mais de 3 milhões de profissionais atuantes no SUS.

Para o representante da Organização Pan-Americana da Saúde, Júlio Pedroza, o Brasil sabe que possui muitos desafios no campo da gestão do trabalho, mas vem liderando, com outros países das Américas, iniciativas voltadas à revalorização dos trabalhadores. “É importante destacar que o povo brasileiro tem orgulho do seu sistema de saúde. Isso não significa que pessoas beneficiadas pelo SUS não tenham críticas, obviamente existem várias considerações, mas são com intuito de ampliar, melhorar e fortalecer a rede de saúde do país”, pontuou.

 

Bases de dados

São utilizadas informações de sistemas oficiais do governo, sendo as principais:

  • Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES;
  • Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN;
  • Sistema de Informação sobre Mortalidade – SIM;
  • Sistema de Informação sobre Nascidos vivos – SINASC;
  • Relação Anual de Informações Sociais – RAIS;
  • Cadastro geral de Empregados e Desempregados – CAGED;
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE;
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP;
  • Receita Federal

 

Outras bases de dados utilizadas:

  • Conselhos profissionais na área da Saúde;
  • Produção técnica do DEGERTS/SGTES/MS

 

Fonte da imagem: Envato

Fonte: Ministério da Saúde



Deixe um comentário