O que é educação terapêutica do paciente?

O que é educação terapêutica do paciente?

As intervenções podem ser realizadas por profissionais de saúde e/ou pacientes.

O objetivo da educação terapêutica do paciente é que os pacientes sejam capazes de:

  • autogerir as suas condições crónicas ao longo da vida;
  • adaptar-se às novas circunstâncias, bem como às mudanças na sua condição e tratamento.

Autogestão é o que os pacientes que vivem com condições crónicas fazem para gerir a sua doença e prevenir complicações, equilibrando as suas vidas com a doença e os seus desafios diários, de modo a alcançar os melhores resultados e mudar a perspectiva da doença para o bem-estar.

A pessoa que vive com condições crônicas tem 3 tarefas fundamentais e interdependentes de autogestão:

  • gerir os aspectos médicos da doença;
  • gerir os papéis da vida, incluindo as mudanças nos papéis provocadas pela doença; e
  • gerir as consequências psicológicas e emocionais das doenças crónicas.

 

Leia mais: Doutor: seus pacientes estão deixando o hospital sem compreender o plano de alta

 

 

As intervenções de apoio à autogestão são intervenções sistematicamente realizadas para aumentar o conhecimento, as competências e a confiança dos pacientes na sua capacidade de gerir condições crónicas. O seu objetivo é envolver ativamente os pacientes (e cuidadores informais, quando apropriado) na gestão das suas condições. As intervenções geralmente combinam diversas técnicas, pois isso é mais eficaz do que realizar uma única técnica isoladamente.

As intervenções podem ser realizadas por profissionais de saúde e/ou pacientes. Os pacientes também podem desempenhar um papel fundamental na definição dos serviços através de processos como o co-design.

 

 

 

O QUE SIGNIFICA EDUCAÇÃO TERAPÊUTICA DO PACIENTE?

A educação terapêutica do paciente pode ser concebida como intervenções educacionais para melhorar os resultados clínicos realizadas por profissionais de saúde treinados, para apoiar os pacientes na autogestão das suas condições crónicas, com o apoio dos seus cuidadores e familiares.

As definições não são consistentes entre disciplinas e textos, a OMS usa o termo educação terapêutica do paciente para descrever uma atividade que é:

  • terapêutica, isto é, pode ter um efeito terapêutico nos resultados clínicos, independentemente ou em adição a outras intervenções terapêuticas (por exemplo, terapia farmacológica ou física);
  • para um paciente e/ou seus cuidadores, oferecida como parte do percurso de cuidados de saúde; e
  • educacional, ou seja, é um processo estruturado, adaptado ao paciente para apoiá-lo na aquisição ou manutenção de competências para ser autogerido através de:

– Estabelecer objetivos, planejar ações e tomar decisões com base num entendimento comum da situação e das necessidades do paciente; e

– Partilhar informações sobre a doença, riscos para a saúde e opções de gestão e proporcionar formação em competências práticas (incluindo automonitorização da doença).

Fonte da imagem: Envato

Fonte: Therapeutic patient education: an introductory guide. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe; 2023. Licence: CC BY-NC-SA 3.0 IGO.



Deixe um comentário