Insalubridade de farmacêuticos oncológicos tem parecer favorável do CFF

A partir de uma demanda do Conselho Federal de Farmácia (CFF) exibida ao Ministério do Trabalho na 87ª Reunião Ordinária da Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) do órgão, a Fundação Jorge Duprat e Figueiredo (Fundacentro) lançou um parecer reconhecendo como devido o pagamento de insalubridade em grau máximo aos farmacêuticos expostos aos quimioterápicos antineoplásicos.

O presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter da Silva Jorge João, celebrou e divulga os próximos passos. “Com base nesse parecer, vamos cobrar, do Ministério do Trabalho, que sejam tomadas todas as medidas para que o documento efetivamente se reverta na efetiva compensação trabalhista”, explicou.

No parecer, a Fundacentro recomenda que sejam envidados esforços para que as medidas de controle e proteção previstas na legislação vigente, nas diretrizes internacionais e recomendadas pelas instituições ou organizações com reconhecida competência na área, sejam adequadamente implantadas em todos os serviços de saúde que contenham serviços de quimioterapia ou que utilizem essas substâncias. “Nesta recomendação, a fundação cita conselhos de classe e sindicatos envolvidos. Asseguro aos colegas especialistas na área que faremos a nossa parte!”.

 

Veja a publicação em: http://www.cff.org.br/noticia.php?id=4978

 

Leia também: Projeto “Cuidado Farmacêutico no SUS” criará 15 novos pólos de capacitação

 

 

Participe do Curso “Gerenciamento de Riscos e Implantação do Núcleo de Segurança do Paciente”, que ocorrerá nos dias 03 e 04 de setembro em São Paulo/SP. INSCREVA-SE:

http://www.ibes.med.br/cursos/gerenciamento-de-riscos-e-implantacao-do-nucleo-de-seguranca-do-paciente-sao-paulo-sp/


Confira também o vídeo do nosso canal: Nesta live, Aléxia Costa explicou tudo sobre Gerenciamento de Riscos em Saúde, além de responder, ao vivo, todas as dúvidas dos participantes.

 

 

Referência:

Conselho Federal de Farmácia. CFF obtém parecer favorável à insalubridade para farmacêuticos em atuação na oncologia. 2018.



Deixe um comentário