Cursos in company: passo a passo para implantar na sua instituição

Cursos in company: passo a passo para implantar na sua instituição

Os cursos in company (educação a distância) oferecem uma série de vantagens e se consolida como estratégia eficaz de qualificação nas empresas.

A alta performance de equipes não ocorre por acaso. Com o objetivo de desenvolver gestores e profissionais da saúde com experiência única de aprendizado, o Grupo IBES oferece um programa completo e personalizado, que inclui conhecimento aplicado na prática, de acordo com as necessidades de cada instituição, considerando a complexidade e os desafios de um mercado em constante mudança. Com professores que são referência no mercado da saúde, com conteúdo sempre atualizado e metodologia personalizada.

Vantagens para as instituições:

  • Método de aprendizado mentor baseado na experiência
  • Menor susceptibilidade de erros na tomada de decisão
  • Identificação e reforço da cultura
  • Baixo turnover de colaboradores
  • Resolução de problemas e implementação de melhorias mais assertivas
  • Controle emocional da equipe na tomada de decisões difíceis
  • Vantagens para os colaboradores
  • Ganho de novas perspectivas, autoconfiança e apoio emocional
  • Auxílio na construção e direcionamento da carreira
  • Networking – Expansão da rede de contatos
  • Desafiá-lo a sair da zona de conforto

O Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas é uma questão estratégica para as organizações. A diretriz para capacitar a força de trabalho tem de vir da Governança das Organizações. Empresas como Intel e IBM investem cerca de 30 milhões de dólares por ano em treinamento e o mercado da saúde ainda está muito longe desse número.

Um outro fator de sucesso para que o tema capacitação e desenvolvimento de pessoas seja valorizado nas organizações é estar previsto no planejamento orçamentário. Quanto do investimento previsto no exercício anual será destinado a treinamento? Tente buscar a resposta para essa pergunta e parta para o desdobramento das ações.

A primeira ação é identificar as necessidades de treinamento. Consulte as maiores dores dos gestores, levante as competências não alcançadas pelos profissionais no RH, vislumbre novos serviços que a organização deseja oferecer, considere diagnósticos realizados, sejam os realizados por meio de auditorias internas, sejam os oriundos de avaliações de acreditadoras.

Em segundo lugar, certifique-se de que a motivação do treinamento realmente tem fundamento em gaps de competência comportamental ou técnica e não está fundamentada numa falha de processo, insumo, equipamento etc. Existem várias ferramentas da qualidade para esta validação.

Leia também: Cursos Para Você

Com seu programa de treinamento e desenvolvimento definido, é hora de partir para o terceiro passo, priorizando os temas e alinhando-os com os objetivos estratégicos e o orçamento da organização.

Como quarto passo, identifique os potenciais talentos na sua organização para ministrar os treinamentos: aqueles que possuem o conhecimento técnico, didática e metodologia para conseguir transferir o conhecimento, bem como os recursos internos: auditório, sala de aula (atenção aos cuidados frente à pandemia) e tecnologia para ensino à distância. É importante ressaltar que por mais que a organização tenha um departamento de Educação Continuada, geralmente “as equipes” que trabalham nessa área se limitam a um profissional, que tem uma formação e um limite de conhecimento a ser transferido. Os líderes dos processos também são responsáveis pelo treinamento e desenvolvimento de seus times, contudo, nem sempre possuem a didática e método necessário para tal.

Enfim, feito o mapeamento, para os recursos não existentes, contrate externamente os cursos com especialistas para que estes gerem o valor e incrementem o saber que a organização ainda não possui.

Em quinto lugar, defina o cronograma com datas aos temas do programa e o público-alvo de profissionais para receber o treinamento. Não deixe de vislumbrar os potenciais profissionais que podem ser desenvolvidos para cargos superiores ou que estejam no programa de sucessão.

Aproveite muito bem o esforço da organização na promoção do treinamento e inclua o máximo de profissionais possível.

A avaliação da eficácia das ações de treinamento e desenvolvimento é o último passo!

Fonte da imagem: Freepik

 



Deixe uma resposta