Como clima ético, sofrimento moral e burnout afetam os resultados do paciente?

A tecnologia trouxe diversos benefícios a área de saúde, contudo não solucionou todos os problemas. Os profissionais e familiares ainda enfrentam dificuldades para equilibrar a prática ao resultado assistencial/julgamento dos pacientes. Essas dificuldades se dão pelo:

  • Clima ético: as percepções da organização que influenciam nas atitudes e comportamentos dos profissionais;
  • Sofrimento moral: incapacidade de agir de acordo com as crenças éticas de cada indivíduo devido às limitações estruturais e hierárquicas;
  • Burnout: distúrbio causado pelo esgotamento físico e mental dos profissionais.

 

Estes impactos, os quais criam não apenas vítimas (os pacientes) mas segundas vítimas (os colaboradores), é provavelmente desencadeado pelo crescimento das tensões sociais, autonomia e poder dos profissionais.

O burnout, síndrome mais grave, está associado ao mal-estar dos profissionais e insatisfação com o trabalho, resultando em:

  • Comportamentos não-profissionais;
  • Menor empatia;
  • Redução na satisfação do  paciente;
  • Redução na qualidade do cuidado;
  • Piora na relação com o paciente;
  • Redução na segurança do paciente;
  • Aumento de erros medicamentosos;
  • Piora na comunicação interna entre colaboradores e com pacientes.

 

Mais informações em: 9 Estratégias para monitorar o burnout dos profissionais de saúde

 

É importante ressaltar que a decisão dos profissionais não é feita isoladamente, mas é embasada em questões culturais como: políticas, incentivos financeiros, limitação de recursos, fatores humanos e liderança institucional.

Um estudo proposto pelo British Medical Journals configurou um quadro enfatizando a importância da cultura institucional, a qual influencia na intensidade do cuidado prestado e, consequentemente, contribui para existência ou ausência do sofrimento moral e burnout.

 

O burnout de profissionais é um tópico que ganhou bastante interesse e atenção nos últimos anos. No meio desta síndrome, há uma necessidade urgente para olhar os casos de forma sistêmica e cultural, promovendo soluções efetivas.

 

Cultura de Segurança do Paciente será um dos temas abordados no CURSO “Nível 3: Estratégias para alcançar a Excelência”, que ocorrerá no dia 19 de outubro em São Paulo/SP. INSCREVA-SE e garanta a sua vaga!


Fazer o gerenciamento eficaz da segurança do paciente e da exaustão emocional dos profissionais da assistência são metas importantes das organizações de saúde. Entenda o porquê no vídeo:

 

Referência:

Elizabeth Dzeng; Randall Curtis. Understanding ethical climate, moral distress, and burnout: a novel tool and a conceptual framework. BMJ Journals. 2018.



Deixe um comentário