Como a Governança organizacional afeta a qualidade do cuidado?

A Governança de uma organização envolve processos, cultura e políticas/diretrizes que regem a forma como a empresa é administrada. Uma governança efetiva é essencial para atingir a melhoria contínua da qualidade em instituições de saúde.

Saiba como a governança consegue influenciar a qualidade do cuidado:

  1. Definindo as prioridades (estratégicas visando a melhoria contínua);
  2. Medindo o progresso (a avaliação sistemática de indicadores, com análises críticas efetivas, permite corrigir falhas e melhorar possíveis erros);
  3. Garantindo responsabilidade (de todos os profissionais de acordo com as suas funções e visando o bem comum);
  4. Moldando a cultura (uma boa governança é aberta e transparente, promovendo uma cultura justa).

 

Por essa razão é necessário ter uma governança engajada na melhoria da qualidade, atenta às questões assistenciais, a qual tenha um real conhecimento sobre os problemas da instituição (não só administrativos, mas também na assistência prestada) e expertise para resolvê-los.

 

Mais informações em: Confira como implantar um Escritório da Qualidade na sua organização

 

Contudo, existem fatores que dificultam a governança e é importante tê-los claros:

  • Recursos organizacionais (a falta de tempo, recurso ou estrutura necessária pode prejudicar a efetividade da governança);
  • Capacidade e habilidade dos diretores (a inexperiência ou lacunas na orientação e treinamento da alta liderança pode prejudicar a efetividade da governança);
  • Informação a partir do desempenho (grandes volumes de informação e a linguagem indireta pode dificultar o uso destes dados pela governança, com foco em melhoria).

 

Embora possa ser desafiador, tais aspectos citados acima também podem ser aprimorados, por meio do gerenciamento de recursos, treinamento dos colaboradores e adaptação dos relatórios de desempenho.

Acima de tudo, é necessário encarar o papel da governança na qualidade do cuidado como uma “jornada contínua”, a qual está sempre em busca de pontos que possam ser aprimorados e incentiva internamente a troca de ideias e boas práticas.

 

Garanta a sua vaga no Curso de Formação de Auditores Internos para Instituições de Saúde, que ocorrerá no dia 03 de dezembro, em São Paulo. O Objetivo é capacitar o profissional para atuar como auditor interno do sistema de gestão da qualidade em ambientes de saúde, conhecer o perfil técnico e comportamental necessário, bem como as diretrizes para se estruturar as listas de verificação de auditoria, compreendendo a importância do acompanhamento dos planos de ação. INSCREVA-SE!


Neste episódio, Aléxia Costa comenta sobre a importância de ter um médico na alta direção nos hospitais:

 

Referência:

Marie M Bismark; David M Studdert. Governance of quality of care: a qualitative study of health service boards in Victoria, Australia. British Medical Journals. 2013.



Deixe um comentário