Serviços de hemoterapia: ANVISA emite Nota Técnica sobre segurança do paciente

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, na última semana, a Nota Técnica nº 7/2018 referente a segurança do paciente nos serviços de hemoterapia.

A Anvisa define segurança do paciente como “a redução, a um mínimo aceitável, do risco de dano desnecessário associado à atenção à saúde”, garantindo a qualidade de vida e bem-estar dos enfermos.

Assim, nesta publicação, os profissionais da saúde encontram indicações acerca do assunto, baseadas na legislação vigente, no intuito de:

  • Educar e treinar os colaboradores do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) sobre práticas seguras;
  • Esclarecer o setor regulado sobre estas práticas;
  • Demonstrar que estas práticas devem ser entendidas e estruturadas de acordo com o perfil organizacional de cada unidade;
  • Guiar os inspetores da Vigilância Sanitária nas vistorias destes locais.

 

Confira também: Quer melhorar a segurança do paciente? Deixe seu colaborador falar!

 

Estas orientações são válidas para todos(as) a/os instituições/serviços de saúde:

  • Públicos;
  • Privados;
  • Filantrópicos;
  • Civis;
  • Militares;
  • De ensino;
  • De pesquisa.

 

CONFIRA A NOTA TÉCNICA Nº 7/2018/SEI/GSTCO/DIARE/ANVISA COMPLETA AQUI!

 

Vale ressaltar que a Nota Técnica nº 7/2018 não é o único documento que aborda a segurança do paciente nos serviços hemoterápicos. Há também a:

  • Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) n. 34, de 2014;
  • RDC n.36, de 2013;
  • Normas do Ministério da Saúde, de 2017.

 

Organizações que buscam a excelência e a segurança de seus processos possuem sistemas de gestão da qualidade efetivamente implementados. Saiba mais sobre o Curso do IBES que vai prover a expertise para a implementação de Escritórios da Qualidade em organizações de saúde e garanta a sua vaga aqui!


Neste episódio, Aléxia Costa comenta como pacientes envolvidos previnem eventos adversos:

 

Referência:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Serviços de hemoterapia: confira nota técnica. Setembro de 2018.



Deixe uma resposta