Participe do projeto Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil

Participe do projeto Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil

Hospitais públicos ou filantrópicos de todo o País podem se inscrever para o projeto Saúde em Nossas Mãos: Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil, a partir de quarta-feira (16). A iniciativa vai selecionar 204 instituições para fomentar o suporte técnico e práticas seguras que promovam a ampliação da qualidade e segurança em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

As inscrições ficarão abertas até o dia 30 de junho. Os gestores dos hospitais interessados poderão se candidatar ao preencher um formulário com questões sobre o profissional responsável pela inscrição e informações gerais sobre os hospitais.

Acesse o formulário aqui

Ao final do projeto, com duração prevista de 24 meses, os profissionais das unidades irão implementar ou aprimorar o desempenho por meio da aplicação de diretrizes de práticas seguras para prevenção de:

  • Infecção primária da corrente sanguínea, associada ao uso de cateter venoso central;
  • Infecção urinária associada ao uso de cateter vesical e;
  • Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV).

Eles ainda serão capacitados sobre o protocolo para a higienização das mãos. “Todo esse trabalho é envolvido por uma estratégia que utiliza como método práticas de qualidade com foco, sobretudo na melhoria do trabalho em equipe, comunicação e envolvimento do paciente no cuidado”, afirma a diretora da Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência do Ministério da Saúde, Adriana Melo Teixeira.

Leia também: O que são infecções de sítio cirúrgico e 7 maneiras de preveni-las

Teixeira destaca ainda que o projeto irá prestar suporte para que as equipes simplifiquem e padronizem seus processos, “para que os profissionais possam ampliar e replicar o trabalho em outras unidades”.

Além de ser público ou filantrópico, para se candidatar ao projeto, o hospital precisa ter, no mínimo, 100 leitos ativos – sendo 10 de UTI adulto ou pediátrico. Também é necessário ter apoio institucional para se candidatar (responsável legal do hospital).

METODOLOGIA

Cada grupo de 34 hospitais será acompanhado por profissionais dos Hospitais de excelência, que compõe o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). A unidade será responsável pela condução das sessões virtuais de treinamento, assim como o suporte contínuo e pelas visitas virtuais ou presenciais.

O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio PROADI-SUS, em parceria com os seis hospitais do PROADI: hospital Albert Einstein, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital da Beneficência portuguesa, Hospital do Coração, Hospital Moinhos de Vento e Hospital Sírio Libanês, que será os responsáveis por todo o suporte técnico ofertado nas capacitações.

PROADI-SUS

O PROADI-SUS é uma forma alternativa para determinados hospitais fazerem jus à Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social em Saúde (CEBAS) por meio da transferência de sua expertise pela realização de projetos de educação, pesquisa, avaliação de tecnologias, gestão e assistência especializada, voltados ao fortalecimento e à qualificação do SUS em todo o Brasil.

Fonte da imagem: Freepik

Fonte: Ministério da Saúde

 



Deixe uma resposta