O que motiva os profissionais a se engajar na Acreditação?

Já sabemos que é necessária uma equipe motivada para melhorar a qualidade e a segurança nas organizações de saúde, mas a participação envolvente do pessoal nos processos de acreditação é um desafio considerável.

Um estudo australiano buscou explorar a experiência dos executivos de saúde, gerentes e médicos de linha de frente que participaram de processos de acreditação organizacional: o que os motivou a se engajar, e quais benefícios foram obtidos? O cenário era um grande hospital público de ensino passando por uma manutenção planejada de seu status de acreditação. Um protocolo de pesquisa foi empregado para conduzir entrevistas semiestruturadas com uma amostra intencional de 30 funcionários com diferentes papéis organizacionais, de diferentes profissões, para discutir seu envolvimento na acreditação.

Uma equipe altamente motivada pode melhorar a eficiência interna de uma organização (contribuindo, por exemplo, para redução de custos, simplificação de processos e tomada de decisão) e é provavelmente mais adepta de melhorar o atendimento ao paciente. Além disso, é provável que tais profissionais sejam menos estressados e com maior satisfação no trabalho e sejam mais engajados em sua organização, promovendo mudanças e inovações.

Estimular o envolvimento da equipe, no entanto, é um considerável desafio. A motivação mostrou ser afetada por fatores extrínsecos e intrínsecos que incluem:

  • a oportunidade/afinidade para a participação e autonomia no local de trabalho;
  • o status e a função de um indivíduo (a equipe sênior tende a ser mais motivada do que os funcionários da linha de frente);
  • altruísmo e relações pessoais com clientes e a comunidade.

Sabemos que a cultura organizacional é baseada nas normas e atitudes dos membros. Por sua vez, normas e atitudes emergem de experiências dos membros e a ‘criação de sentido’, individual e coletivamente, para compreender suas configurações organizacionais.

Leia também: Seja um avaliador do IBES

A Acreditação, um processo que visa melhorar a qualidade e segurança, está bem estabelecida internacionalmente, sendo uma declaração formal por uma autoridade designada de que uma organização atendeu a padrões predeterminados. Organizações precisam ter profissionais engajados positivamente nos processos de acreditação.

Razões avançadas para apoiar programas de acreditação incluem sua capacidade de fazer o seguinte:

  • efetuar melhorias em qualidade e segurança;
  • melhoria organizacional
  • desenvolvimento de um melhor trabalho em equipe.

Os resultados indicam que as motivações que impelem a equipe a participar de suas atividades de acreditação organizacional e os benefícios que acumularam para eles são reforçadores positivos.

A maior parte dos respondentes citou que a acreditação:

  • ofereceu-lhes oportunidades de aprender;
  • é legítimizada e possibilita ainda mais o seu desenvolvimento como campeões de segurança e qualidade.
  • criou uma rede de trabalhos de colaboradores com ideias semelhantes em toda a organização.

Funcionários de diferentes profissões e funções organizacionais são encorajados a mostrar responsabilidade e entusiasmo por estarem envolvidos com a acreditação. Este esforço concentrado pode ajudar a conduzir o sistema a melhorias, e é um componente central da Liderança na responsabilidade pela qualidade e segurança.

A participação incentiva e recompensa e interesse da equipe em toda a organização, e contribui para o desenvolvimento de uma cultura organizacional colaborativa. A equipe motivada tende a pensar e participar além dos silos naturais dentro das organizações de saúde.

Outros incentivos para participar são que os funcionários podem aprender com seus pares na área de saúde na
indústria de cuidados. Reportar-se a uma autoridade externa, embora exigente, é visto como positivo. Mais uma vez, o envolvimento da equipe pode levar a benefícios de resultados que reforçam positivamente suas motivações. A participação oferece aos funcionários a oportunidade de receber, de colegas considerados especialistas independentes, feedback crítico, mas construtivo, sobre seus esforços e ideias adicionais para melhorias. Esses resultados validam e motivam a equipe a continuar seus esforços para melhorar seus
serviços imediatos e a organização de forma mais ampla.

Conclusão:
A participação no processo de acreditação promoveu uma cultura de qualidade e segurança que perpassou os limites da organização. Os insights sobre a motivação do trabalhador podem ser aplicados para envolver a equipe para promover a aprendizagem, superar limites e melhorar os serviços. Os resultados podem ser aplicados para aumentar o envolvimento com a acreditação e, de forma mais ampla, outras atividades de qualidade e segurança.

Fonte da imagem: Freepik

Fonte da notícia: DAVID GREENFIELD, MARJORIE PAWSEY AND JEFFREY BRAITHWAITE. What motivates professionals to engage in the accreditation of healthcare organizations? International Journal for Quality in Health Care 2011; Volume 23, Number 1: pp. 8–14. 16 November 2010

 



Deixe uma resposta