Desafios da educação médica

Desafios da educação médica

Quais os avanços e desafios da Educação Continuada em Saúde para os gestores e profissionais de organizações de saúde?

O objetivo geral foi conhecer avanços e desafios da educação permanente para a Gestão em Saúde. A Educação Continuada é uma importante estratégia nas mudanças das práticas de saúde e implica em desafios para a gestão.

Os desafios configuram-se como: garantia da discussão coletiva dos problemas de saúde e necessidades educativas, distanciamento entre os formuladores da política e realidade local vivenciada pela gestão, reduzido apoio à gerência do serviço, dificuldades de financiamento ocasionadas pela lenta burocracia; desmotivação dos profissionais e gestores.

Apesar do ensino e aprendizagem contínuos, há poucas discussões sobre a aplicação da teoria da aprendizagem de adultos à educação de profissionais de saúde / médicos. No entanto, aqueles que ensinam profissionais de saúde / médicos podem seguir dicas da andragogia moderna, ao ajudá-los a se tornarem buscadores de conhecimento.

Manter o paciente no centro dos cuidados é a principal preocupação dos bons médicos. Por isso é recomendado que as escolas incorporem a exposição clínica, à aprendizagem do paciente e a ciência dos sistemas de saúde nos currículos das faculdades de medicina logo no início do currículo.

Leia também: Como melhorar a educação e o aprendizado de médicos e profissionais de saúde?

As escolas devem inserir os alunos nos sistemas de saúde, ensinar o cuidado baseado em equipe e enfatizar o elo crucial entre a saúde da população, os determinantes sociais e o cuidado ao paciente, de acordo com as discussões da sessão.

Para que os alunos e professores prosperem, as escolas médicas devem criar currículos altamente individualizados com foco no aprendizado personalizado.

Segundo a Organização Panamericana de Saúde, a educação continuada é um processo dinâmico de ensino e aprendizagem. Caminha lado a lado para o crescimento ativo e permanente de todos os profissionais. Baseado nesse princípio, as consequências são melhores atualizações e capacitação na área da saúde, evolução com inovações tecnológicas e qualidade no atendimento. Diante disso, essa estratégia garante o desenvolvimento de práticas educativas, sendo considerado um recurso inovador para gestão do trabalho.

Há décadas que a OMS reconhece a educação continuada como estratégia fundamental para a qualidade e atualização dos serviços de assistência à saúde.

Existem alguns desafios como:

  • O eixo transformador;
  • A estratégia mobilizadora de recursos e poderes;
  • O recurso para fortalecimento desses serviços nas instituições de saúde.

Com todas essas dificuldades superadas, é possível transformar para desenvolver profissionais e assegurar melhor atendimento com singularidade e mais direcionado na solução dos problemas dos pacientes.

Continue a leitura e conheça mais sobre os objetivos da educação continuada clicando no link do curso: treinando Treinadores.

O Grupo IBES está sempre trabalhando para levar a educação, conhecimento e capacitação até você!

Fonte da imagem: Freepik

 



Deixe uma resposta