Acesse o Plano de Resposta para Farmácias frente ao coronavírus

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) disponibilizou em seu site, uma série de links e publicações que reúnem informações seguras, baseadas em evidências, sobre o COVID-19. Nesta terça-feira (17/03), foi atualizado e acrescentado um plano de resposta para farmácias privadas e públicas da Atenção Primária, com orientações sobre a atuação do farmacêutico frente à pandemia da doença causada pelo coronavírus. O material foi produzido pelo Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim/CFF).

O CFF disponibiliza este material com o objetivo de apoiar farmacêuticos, colaboradores da farmácia e gestores na adoção de ações que visem garantir a segurança dos pacientes, dos trabalhadores da saúde e da população, e a prestação de serviços, mantendo o acesso a medicamentos, produtos para a saúde e cuidado em saúde (NHS, 2020; FIP, 2020).

Para um correto manejo clínico desde o contato inicial com os serviços de saúde, é preciso considerar e diferenciar cada caso, por isso, o Cebrim/CFF também produziu uma publicação com definição de caso suspeito, caso provável, caso confirmado, caso descartado, caso excluído, caso curado, contato próximo e contato domiciliar.

A publicação Equipamentos de Proteção Individual (EPI) apresenta recomendações de medidas a serem implementadas para prevenção e controle da disseminação do SARS-CoV-2 de acordo com a publicação do Ministério da Saúde – “Protocolo de Manejo Clínico para o Novo Coronavírus, Brasil”.

Recomenda-se que a medida da temperatura ocorra com o menor contato possível entre o profissional e o paciente. Por isso, foi disponibilizado material com a padronização de acessórios para medida de temperatura e as técnicas para medida, segundo o guia de prática clínica: Febre, desenvolvido pelo Conselho Federal de Farmácia e disponível aqui.

Há, ainda, um folder informativo sobre o que é o coronavírus e um guia de bolso que pode ser baixado e impresso com informações a farmacêuticos: saiba como acolher, avaliar e cuidar!

 

Acesse todos esses arquivos em:

Fonte: Comunicação do CFF

O Manual ONA das Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde, em sua Versão 2018, trouxe inúmeros requisitos novos aplicáveis às subseções de Atendimento ao Cliente, em especial à Assistência Farmacêutica, que precisam ser incorporados pelas organizações de saúde (que já estão Acreditadas ou buscam pela Acreditação).

 



Deixe uma resposta