A importância da inovação no segmento de saúde

A importância da inovação no segmento de saúde

Você já consegue tratar pacientes preventivamente ou eles só procuram por você quando acontece algum problema? E seus concorrentes, como trabalham? Inteligência de mercado é saber como tudo isso se comporta e tirar vantagem para atender melhor a demanda existente.

A inovação sempre esteve presente em todos os segmentos, mas, com o avanço cada vez mais veloz das tecnologias, também nunca foi tão fácil estar ultrapassado e, para as empresas, perder espaço em mercados cada vez mais competitivos.

Tecnologia e inovação no segmento de saúde fazem parte do DNA de alguns profissionais de saúde, de alguns profissionais de tecnologia e de algumas organizações de saúde em nosso país. Existe uma busca constante de inovação, ou seja, resolver o problema que impede a plena manifestação do foco no paciente e a sustentabilidade da organização com os recursos que estão acessíveis.

Leia também: Inovação, conexão e conteúdo: Ajude a transformar o setor da saúde

As tecnologias da informação representam uma alternativa promissora para a redução dos custos, para a ampliação do acesso e para a melhoria dos serviços de saúde. Uma revolução na saúde está chegando. O uso de aplicativos de celulares e aparelhos para monitorar condições crônicas de saúde, como diabetes, e alertar os pacientes da necessidade de providências antes que a situação se torne emergencial são alguns dos exemplos mais simples de como essas tecnologias podem ser impactantes.

Bem, as demandas da população têm sido de alguma forma sido atendidas, mas as organizações de saúde já perceberam que precisam remodelar o seu processo e incorporar de forma definitiva tecnologias que não vieram para substituir o cuidado pessoal, mas vieram para prover cuidado mais preciso e mais amplo, prover monitoramento mais amiúde e ter mais dados para se saber, com agilidade, o que está ocorrendo na operação e na assistência de modo que decisões rápidas e assertivas possam ser tomadas, especialmente em momentos de contingência como este que vivemos.

MAS COMO INTEGRAR AS TECNOLOGIAS AOS PROCESSOS ATUAIS DA ORGANIZAÇÃO? É MAIS OU MENOS COMO “TROCAR A TURBINA DO AVIÃO COM O AVIÃO NO AR”…

Para esta integração, o discurso assistencial, gerencial e tecnológico precisa estar na mesma sintonia e com foco no paciente e na sustentabilidade da organização.

Nesta jornada de melhoria de processo com incorporação de novas tecnologias os passos cruciais são:

  • Mapeamento de necessidades para a definição de prioridades de acordo com o planejamento estratégico e com os recursos disponíveis;
  • Alinhamento da alta liderança com os demais níveis da organização quanto ao processo e expectativas de resultados;
  • Escolha da solução tecnológica, verificando a sua adequação e status de validação e interoperabilidade para a implantação;
  • Mapeamento e ajuste dos processos que serão alterados com a entrada da tecnologia;
  • Gestão de mudança desde a alta liderança até a linha de frente;
  • Apoio à implantação;

Avaliação dos dados obtidos e sua utilização na gestão assistencial e administrativa para a melhoria contínua.
Diante de tantos desafios, a clareza sobre os processos e a cultura de gestão por meio de dados e indicadores promovem a base para receber aquilo que o ecossistema de inovação tem a oferecer, não somente em termos de proposta de desenvolvimento como também em termos de incorporação de soluções prontas para serem integradas à operação.

E você? Qual é o seu papel neste tremendo desafio? O que você precisa para contribuir? O que você tem a oferecer? Pense nisso e junte-se a nós para estar sempre inovando.

Fonte da imagem: Freepik



Deixe uma resposta