Drinks com álcool gel: conheça os danos à saúde

Recentemente um assunto, nada comum, tomou conta das redes sociais: beber álcool em gel faz mal à saúde? Essa pergunta surgiu após relatos de consumo do produto em substituição à bebida alcoólica tradicional. Para sanar esse questionamento, trouxemos a médica do Núcleo de Saúde do Trabalhador, da Coordenação de Saúde do Trabalhador (Nust/CST/Cogepe), Isabella Brasil, que respondeu que, de fato, o álcool gel pode sim trazer riscos a saúde, não só pelo grande teor alcoólico, de 70%, mas também pelo fato de o produto conter substâncias cuja ingestão não é recomendada.

Além da fácil embriaguez, ingerir álcool gel pode causar cegueira, enxaqueca, úlcera, hepatite, entre outros. “Sabemos que o teor de álcool contido nos produtos para desinfeção está numa percentagem muito maior do que nas bebidas alcoólicas, sendo assim, a ingestão de uma dose deste produto pode equivaler a duas ou três doses de bebida alcoólica, que pode levar mais facilmente a um quadro de intoxicação”, alertou a médica.

Leia também: Anvisa propõe nova regra para álcool líquido

É importante salientar que, segundo Isabella, diferentes pessoas apresentam diferentes reações e níveis de tolerância ao álcool, o que resulta na dificuldade para se determinar o grau de dose tóxica de etanol. “Essa tendência, de consumir produtos à base de álcool 70% INPM, pode ter consequências perigosas, tais como: perda da consciência, vômitos, diminuição da respiração, parada cardíaca e até coma, dependendo da quantidade ingerida, estes sintomas aparecem entre uma e duas horas”, enfatizou.

É muito importante que as pessoas leiam os rótulos dos produtos para saberem como devem ser usados e os riscos que podem causar ao organismo. Lembre-se de guardar os produtos de limpeza fora do alcance de crianças e de fontes de calor para prevenir a ingestão acidental e queimaduras.

Fonte da imagem: Freepik
Fonte da notícia: FioCruz



Deixe uma resposta