No mundo, 650 mil pessoas morrem a cada ano por doenças ligadas à gripe sazonal - IBESIBES
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×

O número é maior que as estimativas de 10 anos atrás

Woman coughing.

De acordo com novas estimativas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (US-CDC), Organização Mundial da Saúde (OMS) e parceiros globais na área de saúde, até 650 mil mortes por ano estão associadas a doenças respiratórias da gripe sazonal.

Essa quantidade marca um aumento na estimativa mundial anterior de 250 mil a 500 mil, que data de mais de dez anos e cobriu todas as mortes relacionadas à gripe, incluindo doenças cardiovasculares ou diabetes.

 

Leia também: Como os profissionais de saúde podem ajudar na luta contra superbactérias?

 

“Esses números indicam o alto fardo da gripe e seus substanciais custos econômicos e sociais para o mundo”, disse Peter Salama, diretor Executivo do Programa de Emergências de Saúde da OMS. “Eles destacam a importância da prevenção da gripe para epidemias sazonais, bem como a preparação para pandemias”.

As estimativas levam em consideração os resultados dos recentes estudos de mortalidade respiratória por gripe, incluindo uma pesquisa do US-CDC, publicado em The Lancet na quinta-feira (14 de dezembro).

 

Leia também: Definida composição das vacinas contra gripe para 2017

 

De acordo com a pesquisa a maioria das mortes acontecem em países pobre, principalmente na África Subsaariana, e entre idosos com mais de 75 anos.

 

 

A gripe sazonal é uma infecção viral aguda que se espalha facilmente de pessoa para pessoa e circula em todo o mundo. A maioria das pessoas se recupera dentro de uma semana sem necessidade de atenção médica. Entre as doenças respiratórias comuns relacionadas à gripe sazonal que podem causar a morte estão pneumonia e bronquite.

Vamos relembrar mais um vídeo do Canal de Excelência em Saúde ?

No vídeo CEES #142 – Segurança do paciente no cuidado ambulatorial: ainda muito a melhorar!, Aléxia Costa cometa o estudo que procurou identificar os pontos de risco neste tipo de cuidado. Assista!

Participe do Capacitação em Experiência do Paciente e Cuidado Centrado no Paciente 

Inscreva-se já!

Site-Experiencia-do-paciente

Fonte: Site OPAS/OMS