Cartilha elaborada pelo CFM orienta os médicos sobre como agir durante emergências em voo de avião

O Conselho Federal de Medicina (CFM), publicou nesta segunda-feira (12/03), a cartilha Medicina aeroespacial: orientações gerais para médicos a bordo, como o objetivo de guiar os médicos nos atendimentos de passageiros que passam mal durante o voo.
O guia traz informações sobre como agir em situações de emergência médica, especialmente pelo fato de estarem em um ambiente incomum, onde as condições de temperatura e pressão são diferentes e o espaço físico é limitado. Mesmo que os tripulantes recebam treinamento para situações de emergência, a ajuda de passageiro médico a bordo pode ser solicitada em casos mais graves.
Os acontecimentos mais comuns durante o voo são desmaios, sintomas respiratórios e cardíacos, convulsões, náuseas, vômitos e reações alérgicas, a maioria causada por estresses fisiológicos relacionados à altitude, e podem agravar-se com doenças preexistentes dos passageiros.
Kit Médico em aeronaves
A cartilha também esclarece e instrui os médicos sobre os equipamentos de socorro existentes a bordo da aeronave. A legislação define que no avião deve conter medicamentos indicados para uso analgésico, antipirético, e antissepsia/curativo, antialérgico, além de adrenalina, seringas, agulhas e equipamentos como desfibrilador e estetoscópio. A lista detalhada das medicações se encontra no anexo da cartilha.
O conjunto médico para atendimento a emergências é uma recomendação da Organização da Aviação Civil Internacional, regulamentada no Brasil pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).
Para baixar a cartilha clique aqui
 
Fonte: Conselho Federal de Medicina



Deixe uma resposta