Ícone do site Grupo IBES

Consulta pública sobre diretrizes de higiene bucal na infância

Odontologista: participe da consulta pública sobre diretrizes de higiene bucal na infância!

A Coordenação-Geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde (CGSB/MS) está organizando um conjunto de 22 diretrizes quanto à prática clínica odontológica na Atenção Primária à Saúde (APS). Com o intuito de ouvir a sociedade antes de lançar o documento, as recomendações sobre higiene bucal na infância foram colocadas em consulta pública, que recebe contribuições a partir de 14 de fevereiro de 2022. A consulta fica aberta até 6 de março de 2022.

A consulta é voltada, principalmente, para profissionais de saúde, como cirurgiões-dentistas (da APS ou da atenção especializada), técnicos e auxiliares em saúde bucal, mas também recebe contribuições de gestores, professores universitários, pacientes e familiares, além de demais interessados. “Toda a população é bem-vinda para opinar e construir essa ferramenta tão importante”, convida o coordenador da CGSB, Wellington Mendes Carvalho.

Leia também: Entidades médicas querem proibir dentistas de realizar procedimentos estéticos invasivos

A consulta está disponível através de formulário. A extensão do questionário e o acesso às perguntas muda conforme o perfil do participante. “Quem pesquisa ou trabalha na área poderá oferecer avaliações mais técnicas, como a necessidade ou não de limpeza preventiva à cárie em bebês sem dentes, além da relevância e do custo para implementar as recomendações”, explica.

“A infância é crucial para a prevenção de agravos bucais futuros e, justamente por isso, temos uma grande expectativa em relação a esta consulta pública e ao lançamento das diretrizes, que terão o potencial de qualificar o atendimento aos cidadãos desde cedo”, justifica.

Saúde bucal no SUS

Os usuários do SUS têm acesso a serviços odontológicos desde a Atenção Primária, por meio das equipes de Saúde Bucal presentes em unidades básicas de saúde (UBS) que contam com a Estratégia Saúde da Família e nas unidades odontológicas móveis. Além desses serviços, os brasileiros também contam com os Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), atendimento bucal de emergência em hospitais e os Laboratórios Regionais de Prótese Dentária (LRPD).

Para saber onde fica o serviço odontológico mais próximo de você, consulte o aplicativo Conecte SUS, clique em “serviços” e, em seguida, em “saúde bucal”.

Saiba mais

A proposta íntegra o projeto inédito de construção de Diretrizes Clínicas para a Saúde Bucal na APS, criada pelo Ministério da Saúde em parceria com o Global Observatory for Dental Care – GODeC, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Um dos principais objetivos das Diretrizes é desenvolver, disseminar e prover acesso às recomendações baseadas em evidências científicas para a promoção das melhores decisões de tratamento e prática dos cirurgiões-dentistas da Atenção Primária.

Fonte da imagem: Freepik

Fonte: Ministério da saúde

Sair da versão mobile