Ícone do site Grupo IBES

Conheça o primeiro conjunto de práticas seguras sobre "copiar e colar" registros em prontuários

Partnership for Health IT Patient Safety (Parceria para Segurança do Paciente em TI de Saúde), uma colaboração da National Patient Safety Foundation (EUA), anuncia o lançamento de Recomendações de Práticas Seguras para copiar e colar no evento HIMSS16, em Las Vegas. Este é o primeiro lançamento da parceria em uma série de recomendações baseadas em evidências destinadas a melhorar a segurança de TI em saúde.
 

 
A parceria, estabelecida em 2013, inclui os prestadores de cuidados de saúde, desenvolvedores de tecnologia da informação de saúde, pesquisadores acadêmicos, organizações de segurança dos pacientes, seguradoras de responsabilidade, e sociedades profissionais.
 
A prática generalizada e, muitas vezes subestimada de “copiar e colar” foi escolhida para ser o primeiro conjunto de práticas recomendadas. O grupo de trabalho sobre o tema “copiar e colar”, liderado pelo presidente no NPSF e CEO Tejal Gandhi, MD, MPH, CPPS, foi composto por 40 líderes de organizações participantes.
 
Após uma extensa análise e discussão das informações, o grupo identificou as seguintes recomendações para a prática segura para o uso de copiar e colar. Eles encorajar as partes interessadas a:
 
1) Fornecer um mecanismo para fazer os registros relacionados a copiar e colar facilmente identificáveis.
2) Garantir que a proveniência (origem) dos registros de copiar e colar esteja prontamente disponível.
3) Garantir treinamento e educação sobre o uso adequado e seguro de copiar e colar.
4) Assegurar que práticas de copiar e colar são regularmente monitoradas, medidas e avaliadas.
Além das quatro recomendações de boas práticas seguras, foram disponibilizados pelo grupo recursos viáveis ​​para facilitar a implementação destas práticas de segurança recomendadas.
 
“Espero que o kit de ferramentas estimule discussões sobre práticas seguras, de modo que todas as partes interessadas, incluindo o pessoal da linha de frente, estejam cientes do que são as atuais práticas de copiar e colar é, qual é a lógica sobre quando usar o copiar e colar, e, em seguida, a melhor forma de manter a precisão e confiabilidade do registro quando da reutilização da informação “, diz Lorraine Possanza, DPM, JD, MBE, analista sênior da qualidade, risco e segurança do paciente do ECRI Institute.
 
Outras organizações de apoio incluem: American Association for Physician Leadership (AAPL), Association for Healthcare Documentation Integrity (AHDI), American Health Information Management Association (AHIMA), Allscripts, American Medical Association (AMA), American Medical Directors of Information Systems (AMDIS), American Medical Informatics Association (AMIA), American Nursing Informatics Association (ANIA), Alliance for Quality Improvement and Patient Safety (AQIPS), athenahealth, Constellation, ECRI Institute, Health Care Improvement Foundation (HCIF), Henry Ford Health System, Health Information and Management Systems Society (HIMSS), Institute for Healthcare Improvement (IHI), Institute for Safe Medication Practices (ISMP), Joint Commission, McKesson, MHA Keystone Center, Midwest Alliance for Patient Safety, NextGen, Northwell Health, National Patient Safety Foundation (NPSF), PSOFlorida, St. Charles Health System, Tennessee Center for Patient Safety, and University of Pennsylvania Health System.
 
Para saber mais, visite www.ecri.org/HITpartnership.
 
LEIA MAIS:
Cartilha do Prontuário Eletrônico – SBIS CFM
Revisão de prontuários como ferramenta para identificar eventos adversos: a experiência irlandesa
 
FONTE: Patricia McTiernan. Health IT Safety Collaborative Releases First Set of Safe Practices. NPSF News & Press: Industry News

Sair da versão mobile