Projeto da ANS quer estimular a participação do paciente

envolver-pacienteA Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), lançou o programa Sua Saúde, um projeto para estimular a participação mais proativa de pacientes e usuários do sistema de saúde em relação à tomada de decisão em saúde. É uma iniciativa focada na informação de qualidade compartilhada com os outros responsáveis pelo seu cuidado (médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde).

Com a iniciativa, a ANS passa a disponibilizar um conjunto de orientações e perguntas importantes para que o paciente realize uma boa consulta com o profissional de saúde e obtenha as informações relevantes relacionadas ao cuidado em saúde.

 

Leia também: 5 Estratégias que a sua organização pode implementar para envolver o paciente no cuidado – Por Alexia Costa

O projeto Sua Saúde nasceu da participação de representantes de pacientes em fóruns constituídos pela ANS e é inspirado em experiências como a Slow Medicine, o Talking to your Doctor (NIH/EUA), o programa NHS Choices e a iniciativa Connecting to patients and people who use services estes últimos do governo do Reino Unido.

A iniciativa também surge no contexto de ações em andamento na ANS voltadas à indução da qualidade do setor, intensificadas a partir de 2014 com a proposição de cinco eixos prioritários: Oncologia (Projeto OncoRede); Cuidado ao Idoso (Projeto Idoso Bem Cuidado); Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME); Odontologia (Projeto Sorrir); e Atenção ao Parto e Nascimento (Parto Adequado).

 

Leia também: O engajamento do paciente com as novas tecnologias

 

Benefícios do Projeto Sua Saúde

Para o paciente

  • Coloca o paciente como elemento ativo e corresponsável do cuidado
  • Aumenta o bem-estar e a segurança do paciente
  • Potencializa resultados benéficos do tratamento e possibilita uma melhor evolução do paciente
  • Melhora a confiança do paciente em relação aos demais participantes do seu cuidado, incluindo o profissional médico

Para quem cuida do paciente

  • Maior adesão do paciente ao tratamento, com mais probabilidade de obtenção de bons resultados
  • Fidelização do paciente ao profissional de saúde
  • Diminuição do risco de entendimento equivocado das prescrições e recomendações
  • Maior satisfação do profissional de saúde com sua prática clínica

Para ter acesso ao projeto e saber mais, clique aqui

Fonte: Site ANS