Lote de medicamento para tratamento de verminose é interditado

medicamento-suspensoIndicado para tratamento de verminose em adultos e crianças, o medicamento Mentelmin (Mebendazol), 100mg, comprimido, teve um lote interditado nesta sexta-feira (20/10). O lote 160705 (val. 06/2018), da empresa Theodoro F. Sobral & Cia Ltda., não foi aprovado nos ensaios de aspecto e dissolução do produto.

O ensaio de aspecto avalia a aparência do produto e o teste de dissolução está relacionado com a forma como o organismo absorve o princípio ativo do medicamento.

 

Leia também: Lotes de antisséptico são suspensos pela Anvisa

Proveme

A interdição cautelar do lote supracitado foi determinada com base no Laudo de Análise Fiscal nº. 77.1P.0/2017, emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio de Janeiro (Lacen-RJ), em decorrência do programa Proveme, o Programa Nacional de Verificação da Qualidade de Medicamentos, coordenado pela Anvisa.

A medida, disponível na Resolução – RE n° 2773, foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (20/10) e dura por 90 dias.

 

“Esta notícia é reprodução exata da informação do site da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária: www.anvisa.org.br). Não nos responsabilizamos pelo conteúdo da notícia.”