Documento da OMS sobre saúde mental revela escassez de profissionais de saúde treinados

Atlas de Saúde Mental 2017 (Mental Health Atlas 2017) da Organização Mundial da Saúde (OMS) revela que, embora alguns países tenham feito progressos na formulação e no planejamento de políticas de saúde mental, ainda há uma escassez em todo o mundo de profissionais de saúde treinados nessa área e falta investimento em instalações de saúde mental baseadas na comunidade.

 

QUERO ME INSCREVER NO II FÓRUM DE PRÁTICAS DE EXCELÊNCIA EM SEGURANÇA DO PACIENTE E II ENCONTRO DA GERAÇÃO DE EXCELÊNCIA

 

O Atlas fornece informações sobre políticas existentes, planos e leis para a saúde mental e seu alinhamento com os instrumentos estabelecidos pelos direitos humanos; recursos humanos e financeiros disponíveis; tipos de instalações que prestam cuidados; e os programas para prevenção e promoção da saúde mental.

O documento é baseado em dados fornecidos por 177 Estados Membros da Organização, representando 97% da população mundial, e mede até que ponto os países estão fortalecendo a liderança e a governança para a saúde mental; a prestação de cuidados de saúde mental e social integral; a implementação de estratégias para promover a saúde mental e prevenir problemas, além de fortalecer evidências e pesquisas – conforme descrito no Plano de Ação Integral de Saúde Mental da OMS 2013-2020.

 

Saiba mais em: Empoderar o paciente para melhorar o cuidado é possível

 

Menos da metade dos 139 países que instituíram políticas e planos para a saúde mental estão alinhados com as convenções de direitos humanos que enfatizam a importância da transição da instituição psiquiátrica para serviços baseados na comunidade, bem como a participação de pessoas com transtornos mentais nas decisões concernentes a elas. E com demasiada frequência, quando são elaborados planos de saúde mental, eles não são apoiados por recursos humanos e financeiros adequados.

 

Inscreva-se no II Fórum Práticas de Excelência para Segurança do Paciente, nos dias 20 e 21 de julho em São Paulo pelo link: www.foruminternacionalibes.com.br (vagas limitadas)

 

 

Confira o Canal de Excelência em Saúde!

Neste episódio Alexia Costa comenta como a arquitetura das unidades de internação podem favorecer o suicido do paciente.

 

 

Participe do próximo XVIII Curso de Formação de Avaliadores IBES | Metodologia SBA/ONA

Inscreva-se já!

 

Fonte: OPAS/OMS