Você ainda acredita na ética de premiações de profissionais em saúde?

Pois é melhor começar a desconfiar… O Conselho Federal de Medicina (CFM) lançou um alerta sobre a procedência duvidosa dos prêmios e a fraudulenta premiação.

O Conselho apontou uma relação prévia entre os fornecedores do prêmio e premiados que implica na confirmação do seu nome na lista das pessoas homenageadas. Neste contato, os profissionais são informados sobre as “condições” para que recebam o prêmio, dentre estas condições, aparecem:

  • Pagamentos
  • Compras de ingressos
  • Compras de mesas

 

Estas premissas são consideradas crime no país! O dinheiro não pode pagar o reconhecimento de um profissional. Essa fraude não ocorre apenas no ambiente de saúde. Prêmios “comprados” são oferecidos por instituições não idôneas e são ilegais.

Por esta razão, é preciso que os profissionais participem de processos de certificação imparciais, que realmente avaliam e garantem um atendimento de qualidade. A ACSA é um exemplo de acreditação transparente para premiar e homenagear profissionais de destaque. Ela já é oferecida na Espanha, validada pela ISQua.

 

No Brasil, o processo de Acreditação ACSA é fornecido para instituições de saúde. Saiba mais sobre o processo em:

http://www.ibes.med.br/conheca-os-diferenciais-da-acreditacao-pela-acsa/

 

Para mais informações sobre a Metodologia de Acreditação Europeia, exclusiva no Brasil: http://www.ibes.med.br/como-e-o-processo-de-acreditacao-da-metodologia-acsa/

Confira o vídeo do canal explicando os pontos da ACSA International:

 

 

Referência:

Conselho Federal de Medicina. CFM faz alerta de golpe por meio de premiações em Medicina. 2018.

 



1 comentário

Deixe uma resposta