Como o Escritório da Qualidade se relaciona com o Núcleo de Segurança do Paciente?

Escritórios ou Núcleos da Qualidade são estruturas responsáveis pela implementação do sistema de gestão da qualidade em toda a organização de saúde, composta por membros multiprofissionais e com diferentes formatos de composição e funcionamento. Já os Núcleos de Segurança do Paciente são estruturas obrigatórias (preconizadas pela RDC 36/2013 da ANVISA) responsáveis pelo gerenciamento de riscos e pela implantação do Programa de Segurança do Paciente.

Em muitas organizações essas duas estruturas se fundem e não há problema em funcionarem como um único núcleo. Em instituições mais robustas, elas funcionam separadamente e é aí que muitas vezes ocorre a necessidade de uma definição mais clara das responsabilidades de cada estrutura.

Os gestores de qualidade são responsáveis por:

  • Assegurar que a organização respeite os critérios de Acreditação e outras exigências regulatórias;
  • Assegurar a precisão e rapidez da notificação de dados/resultados;
  • Procurar formas de aprimorar o cuidado e reduzir a incidência de erros;

Visando melhorar os resultados assistenciais dos pacientes.

 

Já os gestores de risco são responsáveis por:

  • Reduzir perdas financeiras;
  • Reduzir a frequência e gravidade dos riscos dentro da instituição;
  • Assegurar que os colaboradores passem o máximo de tempo possível junto aos pacientes;
  • Mobilizar os líderes a engajar os colaboradores nessas metas.

Visando melhorar os resultados assistenciais dos pacientes.

 

Leia mais: O Núcleo de Segurança do Paciente e suas 16 funções essenciais

 

Embora realizem tarefas distintas, o objetivo destes colaboradores é o mesmo: garantir o bem-estar do paciente. Por essa razão, criou-se um modelo ideal colaborativo entre esses dois profissionais que prevê o intercâmbio de informações entre ambos e a proteção dos agentes envolvidos no cuidado.

Nesta troca, os gestores de risco identificam os problemas e educam os gestores de qualidade sobre as causas e consequências dessas falhas. Assim, os gestores de qualidade podem recomendar processos e ações de melhoria para reduzir a incidência ou, quando possível, extinguir estes erros.

Quando bem sucedida, essa relação promove:

  • Maior eficiência do serviço;
  • Maior segurança do paciente;
  • Redução do trabalho duplicado;
  • Melhoria da comunicação;
  • Parceria entre os setores e colaboradores.

 

Saiba mais sobre o Curso do IBES que vai prover a expertise para a implementação de Escritórios da Qualidade em organizações de saúde e garanta a sua vaga!

 


Neste episódio, Aléxia responde uma pergunta bastante frequente: Quais organizações de saúde precisam ter o Núcleo de Segurança do Paciente?

 

Referências:

AMERICAN SOCIETY FOR HEALTHCARE RISK MANAGEMENT. Different Roles, Same Goal: Risk and Quality Management Partnering for Patient Safety. 2007.



Deixe uma resposta